quinta-feira, 17 de agosto de 2017

BELA ÁFRICA MÃE



Minha mãe África
Berço da humanidade
Viste-me crescer
Como a Welwitschia mirabilis
Sou fruto do seu amor sublime
Chamaste-me antes do bojo da minha madre
Para fazer parte deste
Humilde incomparavel continente

África Mãe
Por que tanto sofrimento e dor?
Vejo em ti o desepero e o temor
Nasceu em ti tantos choros por amor
Até quando ó mãe áfrica esse terror?
Será que tudo isso vai um dia findar?
Vejo tanta gente inocente a sofrer
Sem pão ou mesmo água para beber
Ajude-nos por favor ó áfrica e escute esse clamor


África Mãe
Em seu coração senti o pulsar
Das vozes sofriveis em meu olhar
Não foi difícil perceber
Quando notei os semblantes a empaladecer
Com o momento sorumbático do malfeitor
Quando fustigavam o meu próximo sem pudor
Apaga as memórias da minha consciência por favor
Não consigo mais suportar ou resistir
As lembranças do passado de tanto horror.

Bela África Mãe
Sempre serei seu filho
Venha o que vier estarei sempre do seu lado
Cuidarei das pirâmedes de Gizé do Egito
Juntarei as dunas do deserto do Namibe
 E do deserto do Saara
 Bem como as Pedras de Pungo andongo de Malange
Acompanharei os peregrinos em Lalibela da Etiópia
Farei do Lago Nakuru do Quênia
O refúgio das mais diversas aves
Regarei as árvores da Avenida de  Baobab do Madagascar
Percorrerei as curvas da Serra da Leba da Huíla
Saborearei a gastronomia angolana
 Com o sal do maior lago Chott el Jerid da Tunísia
Visitarei as quedas de Kalandula de Malange
Subirei as montanhas da Serra da Leba
E o monte Monte Kilimanjaro da Tanzânia
Navegarei nos rios Kwanza e Nilo do Egito
 Até beijar o vento suave do oriente.

Bela África Mãe
Minha mãe África
Berço da humanidade
Viste-me crescer
Como a Welwitschia mirabilis
Sou fruto do seu amor sublime
Chamaste-me antes do bojo da minha madre
Para fazer parte deste

Humilde incomparavel continente.